Ponto de Vista!

Sem título

Sempre me deparo com a questão “A criança que você foi teria orgulho do que você se tornou?” e todas as vezes eu paro para refletir sobre isso. Mas o caso é que a nossa versão mais nova não fazia ideia do quanto teríamos que passar pra nos tornar o que somos hoje. Um ponto sobre isso é que o nosso maior sonho é nos tornarmos adultos, livres, tomarmos conta do nosso próprio nariz, sem ter noção de todas as responsabilidades que o decorrer do crescimento nos traz, assim como também nem podemos imaginar quantos erros, escorregões, tropeços e desvios de percurso temos que passar para que cheguemos a tal maturidade. E mesmo achando que sabemos tanto, olhando para trás e percebendo quanta mudança e diferença em poucos anos, acabamos percebendo que na verdade não sabemos nada!

Escutando algumas músicas que marcaram épocas distintas da minha vida, comecei a trazer a tona tudo o que elas me fizeram sentir e me fazem lembrar, todas as pessoas que já passaram por ela, sempre acrescentando em algo, se não para o bem, para me ensinar a como não ser ou o que não fazer. E entre tantos risos, choros, aprendizados, desesperos por achar que um mínimo detalhe seria o fim do mundo, coração partido, amizades afastadas, hoje me encontro muito mais forte. E por um simples motivo: Hoje sei distinguir o que e faz bem do que só me atrasa. Nem tudo aquilo que a gente quer, que a gente acha que vai ser o melhor, é o que realmente vai nos deixar em paz.  E a cada expectativa quebrada a gente passa a deixar essas coisas que são tão atraentes visualmente e passamos a dar valor aquelas coisas simples e que realmente importam e vale a pena.  Muitas vezes é só questão de ponto de vista…

Qual é o seu?

Nayara Rosolen

#ESCUTAAÍ VIBES 2008/2009

Há uns 7 anos atrás eu conhecia as bandas que fariam a trilha sonora de muitos momentos e sempre me trariam lembranças quando as escutasse novamente. ScrachoCatch Side Forfun fazem parte daquelas bandas que trazem um pouquinho de paz e sossego pra alma quando as músicas começam a tocar, me lembram muito férias, praia e uma época da minha vida que conseguiu ser a melhor e pior ao mesmo tempo, até agora! Continuar lendo “#ESCUTAAÍ VIBES 2008/2009”