Você sabe o que é? – Gigil!

large (1)

Sabe aquela pessoa que não resiste a algo MUITO FOFO e vive apertando, esmagando, beliscando tudo o que vê pela frente? Geralmente essas pessoas são taxadas por transmitir um “amor ogro”, nada de carinho e delicadeza. Pois é, essa pessoa “sofre” de Gigil.

A palavra filipina vem com o significado de “vontade de beliscar ou apertar algo irresistivelmente lindo”(ou seja, sou eu na vida).

Mas, muito antes de imaginarmos que havia uma expressão para tal ato, já tínhamos alguns exemplos claros de personagens nas telinhas que representam esse perfil:

  • FelíciaTiny Toon Adventures e Pink, Felícia e o Cérebro!

Felícia é o primeiro adjetivo que vem à mente quando a gente quer definir uma pessoa típica de “Gigil”, com certeza você já falou ou ouviu alguém falar “Tá parecendo Felícia” “Sou tipo Felícia”. Ela é um personagem que começou a aparecer nas Aventuras Tiny Toon e se juntou a Pink e o Cérebro, formando Pink, Felícia e o Cérebro. A garota, mimada e de voz irritante, tinha obsessão por animais, mostrando todo o seu amor de maneira curiosa… os perseguindo . Hahahaha

  • MargoMeu Malvado Favorito!

E, claro, como não falar da menininha que ganhou nossos corações nos últimos anos e fez virar bordão uma de suas falar no filme Meu Malvado Favorito? “Tãããããããoo fofinho” pegou! A mais nova das três irmãs que moravam em um orfanato é também mais a sonhadora, dócil e fofa… até conseguir seu unicórnio e mostrar um lado que faz a gente morrer de rir e se apaixonar ainda mais por ela! ❤

Vocês conhecem mais personagens com o mesmo perfil?? Também têm essa necessidade de sair apertando tudo o que é muito fofo e lindo??? Compartilhem aqui pra eu, Felícia e Margô não nos sentirmos tão sozinhas! hahahahaha

Vocês também podem me seguir nas redes sociais:

Snapchat: nayrosolen ↠  Facebook ↠ Instagram ↠ Twitter  

Sugestões serão sempre muito bem vindas!!!

Beeeijos ❤

 

Projeto PUVMS: Bateu vontade de doce! E agora?

Sem título6.png

Já fazem algumas semanas que tenho falado sobre alguns hábitos alimentares que podem melhorar a qualidade da nossa saúde, mas cansei de ficar falando apenas sobre assuntos mais técnicos e vim compartilhar essa ideia de forma diferente. Hoje vamos falar de coisa boa: receitas deliciosas e, o melhor, saudáveis!

Conheci há alguns dias um canal no Youtube só de receitas que, além de fáceis, são mostradas em vídeos curtinhos que deixam tudo mais prático e não se torna cansativo. Receitas tradicionais que substituem ingredientes convencionais por outros menos calóricos, mostrando que não precisam ser ruins para serem gostosas!

E, claro, nada melhor do que começar com doces, já que o post está sendo feito por uma formiga assumida! Sinto uma necessidade muito grande de comer doce após refeições como almoço e jantar (principalmente na TPM), então a saída é correr atrás de receitas que saciem essa vontade, sem prejudicar tanto:

Torta de Morango Light! 

Mousse Leve de Chocolate!

Gelatina Colorida Light!

Doce de Abóbora Zero!

Muffin de Banana e Chia Sem Farinha!

Mais alguma formiga de plantão por aí??? Deixem nos comentários qual o doce preferido de vocês e caso tenha alguma receitinha como essas, compartilha aí com a gente!!!

Vocês também podem me seguir nas redes sociais:

Snapchat: nayrosolen ↠  Facebook ↠ Instagram ↠ Twitter  

Sugestões serão sempre muito bem vindas!!!

Beeeijos ❤

Playlist da Semana: As mais tocadas de Maio (no meu celular)!

large (6)

Como eu sempre digo, repito e digo mais uma vez: vivo à base de música! Música me anima, me inspira e também me deixa mais iludida que o normal (os sonhos vão longe, mesmo acordada). Durmo e acordo colocando o fone, porque só tem graça se for no último volume e me tirar da realidade. Então, como já estamos no finzinho de Maio (ainda não tô entendendo como já passamos esses meses todos de 2016) e toda semana eu gosto de compartilhar aqui com vocês algumas musiquinhas que fazem minha trilha sonora da vida, vou mostrar as que eu mais escutei nesse último mês. Vocês vão perceber que eu ando em uma vibe bem sertaneja, mas espero que gostem:

George Henrique e Rodrigo – Seu oposto feat. Henrique e Juliano!

Maiara e Maraisa – No dia do seu casamento

Marília Mendonça – Quatro e Quinze!

Manu Gavassi – Vício!

Naiara Azevedo – 50 reais feat. Maiara e Maraisa!

Thaeme e Thiago – Nunca foi ex!

Matheus e Kauan – A Rosa e o beija-flor!

Jorge e Mateus – Louca de saudade!

Zé Felipe – Não me toca feat. Ludmilla!

Zé Neto e Cristiano – Eu ligo pra você!

Henrique e Juliano – Obrigado Deus!

Aí vocês me perguntam, o que Manu Gavassi está fazendo perdida no meio de tanta “sofrência”? E eu lhes digo: Eu não sei, eu não me entendo e não aconselho ninguém a tentar entender! kkkk

Vocês também podem me seguir nas redes sociais:

Snapchat: nayrosolen ↠  Facebook ↠ Instagram ↠ Twitter  

Sugestões serão sempre muito bem vindas!!!

Beeeijos ❤

Não abuse, cuide!

large (

Saia, short, vestido, decote ou calça colada. Nada justifica uma invasão. Na escola, na igreja, na balada ou na rua. Não há segurança prevista. Por um estranho, um conhecido ou até mesmo um familiar. Ninguém está impune. Estejam um, dois, três, trinta ou sessenta participando. O crime é o mesmo. Acordada ou dopada. Toques, palavras, puxões ou penetração. Tudo é abuso.

Quando te assediam na rua, é abuso. Quando te puxam na balada, é abuso. Quando te forçam a beijar (ou transar), é abuso. Quando acham que têm o direito de mandar no que você usa ou não, que podem definir se você “merece” ou não, está “pedindo” ou não, apenas pela sua escolha na hora de se vestir, é abuso. Quando passam a mão em você sem o seu consentimento, é abuso. Só de te olharem como um objeto sexual, é abuso. É machismo, sim. E pior: machismos soltos por mentes femininas, em muitos casos.

Mentes femininas que estão acostumadas a aceitarem tudo. Mentes femininas que, muitas vezes, sofrem abusos diários sem perceberem que sofrem e continuam propagando essa ideia.

Quando uma mulher julga a outra pela roupa que usa ou pela forma que costumam se portar, as chamando de nomes impensáveis, estão propagando essa ideia. Quando as criticam pelo número de caras que já ficaram, estão propagando essa ideia. Quando julgam saber seu caráter pelo tamanho da sua saia, estão propagando essa ideia. Quando vêm atos abusivos ou passam por eles sem denunciar, estão propagando essa ideia.

São pequenos comentários, breves piadas, atitudes “na brincadeira”… Detalhes que ajudam a firmar uma cultura que existe há milênios, crimes que são tratados com uma naturalidade que não deveria existir. E é necessário que uma pessoa sofra o suficiente para derramar lágrimas por todo um país para que olhos sejam abertos e atitudes sejam tomadas. Uma, mas que representa todas as outras que não ganham voz e não são tratadas com a seriedade que deveriam.

Enquanto eu escrevo, 3 pessoas já foram abusadas no Brasil. 3 seres humanos que perdem aos pouquinhos sua humanidade, vendo a fé, a esperança, o amor e a compaixão irem embora. Vivendo à base de traumas e medos que poderão seguir até o fim de suas vidas.

Não “cante”, elogie. Não puxe, acaricie. Não grite, mande, chantageie ou obrigue, confie. Não traumatize, crie boas lembranças. Não bagunce a vida de alguém de forma tão brutal. Não machuque. Não veja como um objeto. Seja mais humano.

E que a justiça seja feita, porque, infelizmente, enquanto um caso é repercutido durante dias em rede nacional, outras centenas de vítimas são abusadas.

É revoltante. É triste. É desumano.

Dói.

Nayara Rosolen

TAG: Liebster Award!

tag liebster award

Oi, gente!!! Essa semana fui indicada para responder uma TAG pela linda Agda Mariane, do blog Toq’Sutil! Muuuito obrigada, Ag! Eu amei a TAG e suas perguntas ❤

Sem muitos rodeios, vamos às regras e às respostas:

Regras:

 Escrever 11 fatos sobre mim;
 Responder as perguntas de quem me indicou;
 Indicar 11 blogs que acompanho para responder também;
 Fazer 11 perguntas para quem eu indicar;
 Colocar a imagem que mostre o selo Liebster Award.

11 Fatos sobre mim: 

I Eu já contei essa história aqui no blog, mas morro de rir cada vez que lembro, então vale a pena contar de novo: Quando eu tinha uns 2 anos fiquei sozinha com a minha tia e ela me deu uma bala de iogurte (amavaaa!!!!). Resultado: acabei de ponta cabeça com ela me chacoalhando para a bala, que estava me engasgando, sair. O importante é que eu tô viva e te amo, tia. ❤

II Eu já fiz terapia, por uns 10 meses, ano passado. Digo e repito quantas vezes por preciso: melhor decisão da minha vida! Levei 9 meses na barriga da minha mãe pra nascer e 10 meses para me conhecer e começar a viver, de verdade, coisas que eu amo! A escrita e o blog são algumas delas!

III Eu amo o número 8! Nasci no dia 28 do mês 08 e o blog foi criado no dia 18 do mesmo mês. 2008 também foi marcante e me lembra muitas coisas nostálgicas!

IV Não suporto calor! Passo mal, de verdade, no verão. Mesmo assim acho uma época bem colorida e alegre.

Sou uma pessoa totalmente desconcentrada na vida. Inclusive, tava escrevendo esse fato e me peguei mexendo e prestando atenção em outras coisas antes de mesmo de terminar. Duas vezes.

VI Eu sempre fui detalhista, mas depois que criei o blog essa neura aumentou ainda mais. Hahahaha Pesquiso, escrevo, reescrevo, edito textos e fotos (várias vezes, se for preciso), reviso e depois ainda sempre acho algo que poderia ter melhorado.

VII Eu não tenho ansiedade, a ansiedade é que me tem. Juro. Pra tudo na vida. 

VIII Sempre sonhei em fazer Teatro, mas nunca tive a oportunidade. Começo o curso em breve e estou bem animada (e ansiosa rs).

IX Os meus amigos de hoje são os mesmos que eu tinha aos 10 anos (com a inclusão de vários outros ao longo do tempo).

Tenho uma amiga que fico falando (quase) 24h por dia no WhatsApp. Nós só falamos de comida (lê-se: coxinha) e coisas aleatórias que encontramos pela internet e nos faz morrer de rir. Por mais pessoas assim na minha vida ❤ (E que ela não leia isso, porque diz que só ela pode ser minha amiga).

XI  Eu pretendo cursar faculdade de Jornalismo e/ou Letras. Alguém das áreas aí para me dar algumas dicas??? Agradecida.

Perguntas feitas pela Agda: 

1) O que te motiva a levantar da cama toda manhã?
Correr atrás dos meus objetivos e colocar meus planejamentos em prática.

2) O que é melhor: ser feliz ou ter razão?
Por muito tempo eu achei que fosse ter razão, mas percebi que não adianta perder saúde com coisas que são ditas pelo tempo.

3) Você expõe ou isenta suas opiniões? Por quê?
Aprendi a expor (e me impor) mais. Não precisamos ter razão, mas isso também não significa que precisamos aceitar e dizer “amém” para tudo. Ou acabamos perdendo nosso espaço.

4) Você tem medo do julgamento de Deus? Por quê?
Não, porque Deus é justo, qualquer seja a consequência sofrida é causa do que plantamos um dia.

5) Para você, existe verdade absoluta ou é tudo relativo? Explique.
Não acredito em verdade absoluta. Já fiz um texto sobre isso, caso queiram saber minha opinião   Procura-se: O respeito!

6) O que diria para uma pessoa que quer ter apenas 01 filho?
Tenha apenas 01 filho e seja feliz, a escolha é sua! Quem é quem para julgar a escolha de alguém?

7) Qual o seu maior medo?
Não conseguir realizar tudo o que planejo para a minha vida.

8) Capitalismo ou Socialismo? Comente.

Um equilíbrio entre os dois seria pedir demais? hahaha

9) Na sua opinião, qual o papel do cristão na Terra?
Espalhar, cada um de seu jeito, a fé e o amor que faltam nos dias de hoje.

10) Se estivesse de frente com Jesus agora, o que diria a Ele?
Obrigada! Por todas as bençãos que me alegraram e todas as provações que vieram para me ensinar.

11) Qual o seu maior objetivo com o blog?
Compartilhar pensamentos, ideias, experiências… Tudo o que possa deixar nosso dia mais leve ou alegre. E encontrar pessoas que possam se identificar, trocando opiniões. Nada como abrir a mente para novos horizontes ❤

Perguntas para os indicados:

I Você acha que as pessoas confundem “liberdade de expressão” com falta de respeito?

II O que você diria para a pessoa que era há 5 anos atrás?

III O que você faz para relaxar e esquecer os problemas?

IV Empreste as palavras de algum(a) autor(a) que goste para descrever o que sente no momento.

V Conte algum dos seus sonhos. O que está fazendo para realizá-lo? (Caso não queira responder, fica a reflexão.)

VI Na sua opinião, qual a maior necessidade do mundo na atualidade?

VII Já fez alguma mudança radical no corpo/cabelo/jeito de viver?

VIII Uma música/banda que te faz lembrar a infância/adolescência.

IX O que você mais está desejando no momento?

X Você admite quando erra? (Seja sincero(a))

XI Nós sempre estamos sentindo a falta de alguém. Deixe um recado para essa pessoa aqui (mencionando ou não nomes, você decide).

XII Extra/opcional: Dê alguma opinião/dica/crítica/sugestão sobre o meu blog (sem medo)!

Blogs Indicados:

Livros e Fatos ↠ Gustavo Roubert ↠ Extraordinariando ↠ Ana Brocker Japaneza  

Um Sonho Encantado ↠ Dani Petry ViviMetaliun ↠ Devaneadora de Ideias 

Petit Luxo ↠ Cartas e Cantos 

PS: fica o convite para quem gostou da TAG e não foi mencionado, responder as minhas perguntas também!

Vocês também podem me seguir nas redes sociais: 

↠ Snapchat: nayrosolen ↠  Facebook ↠ Instagram ↠ Twitter  

Sugestões serão sempre muito bem vindas!!!

Beeeijos  

Se transborde!

large (53).jpg

Dia desses estava falando com uma amiga e chegamos à um assunto nada incomum nos dias de hoje: ela disse que sentia falta de se sentir transbordada por alguém, de sentir aquele sentimento que tira do chão, aquela explosão de sensações. Que já não sentia no lugar em que se encontrava e ficava martelando na mesma tecla a fim de encontrar isso novamente.

Então parei para pensar em quantas vezes perdemos a oportunidade ou não nos damos a chance de encontrar novas pessoas que possam nos transbordar. Nos agarramos a algo ou alguém que já não tem nada a nos oferecer e jogamos em cima dessa pessoa expectativas que talvez ela não seja capaz de atender, simplesmente porque não é pra ser.

E muitas vezes, sendo bem sincera, não chegamos nem a estar completos para que possamos ser transbordados. Basta se enxergar um pouquinho por dentro para perceber que falta se conhecer, falta se amar, falta se permitir ser alguém longe de uma relação assim, falta estar avulsa sem se sentir sozinha, falta se sentir completa com a sua própria companhia. Pensando nisso, cheguei à conclusão de que, acima de qualquer coisa, falta que nós mesmos nos transbordemos.

Se transbordar realizando coisas por si mesmo ao invés de jogar essa responsabilidade para os outros; ser feliz na própria companhia, sem precisar que alguém nos complete; vibrar com as próprias conquistas, sem esperar que tenha alguém bajulando o tempo todo; saber lidar com as próprias escolhas, sem apontar o dedo tentando achar um culpado para a própria culpa; é viver os seus momentos por si e curtir a si mesmo, de uma forma que ninguém poderia fazer melhor.

Porque, no final, é isso que importa. Saber aproveitar o melhor de si mesmo, se amar mais do que amar um outro alguém (e mais do que outro alguém poderia te amar), se cuidar melhor do que qualquer outra pessoa poderia fazer, dançar sem precisar de par, sorrir ninguém mais do que você mesma. Para que, quando essa pessoa chegar, ela saiba como é preciso te tratar.

E te transbordar.

Nayara Rosolen

Inspiração: Cabelos coloridos!

kkk.jpg

A primeira referência que eu tive na vida de cabelos coloridos foi uma veterana nessa moda: Mari Moon!

Confesso que sempre achei o máximo! Mas, na minha (antiga) opinião, a pessoa tinha que ter muito estilo para usar o cabelo de forma tão “ousada”. Mal sabia eu que cada um faz seu próprio estilo! Então, lá com meus 16 anos inventei, junto com as minhas amigas, de pintar as pontas dos cabelos com papel crepom! A minha intenção era deixar azul (foi uma cópia de Demi Lovato, confesso, que na época estava usando o cabelo de várias cores) e consegui! Ficou azul, depois ficou verde, aí ficou laranja e só saiu quando eu o cortei! hahaha Na época estava com californianas loiras, então com o cabelo descolorido a cor pegou MUITO!

Depois de alguns anos, estava louca para mudar o cabelo novamente e vendo algumas famosas da internet usando os cabelos coloridos, bateu aquela vontade de ousar, só que encontrei uma barreira no caminho: estou procurando emprego e, infelizmente, o mercado de trabalho ainda tem muito preconceito com esses estilos!

Quem me segue nas redes sociais viu que então, semana retrasada, eu resolvi o que fazer: ficar ruiva! Minha mãe me achou louca, meu irmão começou a me zoar (antes mesmo de ter mudado) e eu deixei que todos soubessem só depois de ter feito a “arte” (vou fazer um post aqui no blog só sobre essa mudança).

Mesmo assim, ainda vivo em sites de inspiração “viajando” e sonhando com cabelos coloridos maravilhosos! Por isso, hoje, resolvi compartilhar aqui com vocês os mais lindos que encontrei:

 

 

 

FAMOSAS

 

E vocês, já quiseram ou mudaram o cabelo de uma forma tão radical assim? Deixem aí a opinião de vocês sobre cabelos coloridos, compartilhar ideias é sempre muito bom

Vocês também podem me seguir nas redes sociais: ↠ Snapchat: nayrosolen  Facebook ↠ Instagram ↠ Twitter  

Sugestões serão sempre muito bem vindas!!!

Beeeijos