Com amor.

large (67)

Poderia falar sobre qualquer coisa.

O mal que as pessoas vêm vivendo em querer subestimar o sentimento alheio e entrar em uma competição sobre “quem tá mais ferrado”. Como as coisas simples são muito mais importantes e de muito mais valor do que aquelas que têm um preço. Todos os conflitos que tive que enfrentar comigo mesma em menos de 30 dias. Desânimos, quase desistências, raiva, revolta, mágoas. Todas as coisas que não deixamos as pessoas verem e o quanto, mesmo assim, acham saber o suficiente para apontar o dedo e julgar. As saudades que vêm e vão. As pessoas que dão tchau mesmo antes de chegarem a dizer “Oi”. Receios, medos, canseira física e psicológica.

Mas aí, no meio desses pensamentos, lembrei que todas essas coisas ganharam um desfecho que poucas pessoas conseguem enxergar e do qual eu nunca me canso de falar: gratidão!

Por tudo, todos e cada situação.

Quem me machucou e me fez crescer, que me fez trilhar um caminho bem diferente do que eu imaginava e trouxe à tona habilidades que eu nem sabia que existiam. Aqueles que tiram um pouquinho do seu tempo para ler cada angústia e decepção. À quem me “ouviu” e deu atenção a cada lição. Ao cara lá de cima, que me sustentou. À quem, mesmo sem saber, me fez ter um turbilhão de sensações. À quem acreditou, me fez sorrir e me encantou. À quem eu pude fazer sorrir e encantar.

De repente deu vontade de falar, de mandar uma mensagem simples, prática e rápida, sem perder a essência ou tirar a legitimidade da palavra: Obrigada!

9 comentários sobre “Com amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s