QG dos Blogueiros é semi finalista do Prêmio Brasil Criativo!

Bom dia, galerissss!!!

Eu sei que o blog anda um pouco desatualizado, que eu tenho postado quase nada nas últimas semanas, mas é que com as provas finais da faculdade (orem por mim) e as apresentações do teatro, eu não tenho tido tempo pra quase nada e quando tenho, só quero minha cama 😦 Poréeem, a vida é tão linda, que mesmo no meio das turbulências aparece com algumas surpresas boas que fazem a gente continuar firme e forte. E é sobre isso que vim falar com vocês hoje…

Para quem ainda não sabe, o QG dos Blogueiros, comunidade da qual faço parte da equipe (junto com o Lucas Luciani, a Joy Coutinho e a Lê Porto) é semi finalista real oficial do Prêmio Brasil Criativo. SIIIIM, COISA LINDA MARAVILHOSA! O Prêmio conta com 22 categorias e nós estamos concorrendo por “Publicações e Mídias Digitais”.

Quando o Lucas surgiu com a ideia de criar um grupo com blogueiros para que pudéssemos nos ajudar e crescermos juntos, eu achei incrível. Mesmo. Eu só não imaginava que esse “grupo” se tornaria um site com mais de 100 blogueiros envolvidos, onde posts dos mais diversos assuntos são atualizados diariamente. Imaginava menos ainda que iria fazer parte da equipe e me tornaria codiretora de um projeto tão legal! Quem me conhece sabe que eu amo o que eu faço aqui na internet e o QG é uma das coisas que eu mais tenho orgulho.

Temos só 4 meses de projeto e já somos semi finalistas de um prêmio nacional, que visa justamente aquilo que a gente mais presa: o incentivo e apoio àqueles que gostam de produzir e merecem ser reconhecidos. Caso a gente passe para a próxima fase, iremos para a final, com a reavaliação dos curadores. Eles irão decidir o vencedor. Mas é agora que vocês entram…

A votação está acontecendo pelo facebook nesse aqui: VOTAÇÃO. Portanto, é com muito amor ao projeto e sabendo que isso irá beneficiar não uma, duas ou três pessoas, mas tooodos os blogs que estão envolvidos nele, que peço a vocês que votem. O voto só pode ser feito pelo computador e apenas uma vez por dia, mas vocês podem votar todos os dias até 3 de dezembro (sábado).

Basta clicar no link de votação. Caso seja sua primeira vez votando, ele vai perguntar se você quer votar pelo perfil do facebook ou cadastrar o site. Logo após, todas as categorias irão aparecer, clique em “PUBLICAÇÕES E MÍDIAS DIGITAIS” e depois em “VOTAR” na frente do QG dos Blogueiros. Vocês podem votar uma vez por dia.

Eu conto com a ajuda de vocês e os convido, quem ainda não participa, a fazer parte da nossa comunidade. Estamos crescendo mais a cada dia e temos planos ainda maiores para um futuro bem próximo.

Obrigada, beeeijos.

Sigam-me os bons: Snapchat: nayrosolen ↠ Fanpage ↠ Instagram

Receita: Pavê de mousse de maracujá

Hoje é dia de receita e com esse calor batendo na nossa porta, nada melhor que algoo refrescante como sobremesa para o fim de semana. A receita é PAVÊ DE MOUSSE DE MARACUJÁ!

44013_original

A origem do pavê é francesa e seu nome deriva de um palavra: ‘’pavage’’, que significa pavimento, ou seja, uma montagem de pedras e concreto que imitam as camadas da bolacha e o creme. Assim como a maioria das receitas clássicas, nós os brasileiros, colocamos nosso jeitinho e modificamos para ficar ainda melhor.

A receita de hoje é bem simples, barata, refrescante e bem fácil de fazer. Então vamos a ela:

INGREDIENTES:

  • 1 pacote de bolacha de leite
  • 1 leite condensado
  • 2 creme de leite
  • 1 suco sabor maracujá
  • 300g de chocolate meio amargo
  • 2 xícaras de leite

 

MODO DE PREPARO:

Bata o no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e o suco até tudo ficar bem cremoso, depois leve à geladeira por 30 minutos. Derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas e misture-o com o outro creme de leite, reserve.

Depois de ter gelado por 30 minutos o mousse, comece a montar. Mole as bolachas no leite, mas não deixe muito encharcadas, e coloque uma camada de bolacha e outra de mousse, sucessivamente. Faça as camadas até acabar os recheios e finalize com o chocolate.

Esfarele algumas bolachas para colocar por cima e leve à geladeira por, no mínimo, uma hora.

DICAS:

  • Pode-se usar um suco concentrado ao invés do tradicional em pó que vem no pacotinho. Nesse caso coloque a mesma medida da lata de leite condensado;
  • Pode-se trocar o chocolate meio amargo pelo de sua preferência, mas ficará um pouco mais doce se utilizar o ao leite, por exemplo;
  • Tente não bater o mousse por muito tempo, pois ele pode desandar e não endurecer;
  • Quanto mais gelado, melhor fica, então se decidir fazer a sobremesa um dia antes de consumir ela ficará perfeita!

 

Falha na conexão

Era para ser só mais um dia normal, ou nem tanto, mas não era pra ser um dia do qual as borboletas no meu estômago voltassem a fazer aquela bagunça básica. Há alguns dias eu já havia tirado a agonia aqui de dentro que era receber suas palavras secas, sua má vontade ao responder minhas mensagens e a falta de interesse que virou rotina. Já havia passado um tempo desde que despejei as palavras que se encontravam presas aqui dentro. Te deixei em mais algumas palavras vazias.

Meu foco já havia mudado, na direção de coisas que realmente mereciam minha atenção, prometendo a mim mesma de que os sentimentos ruins ficariam para trás. As contas já estavam acertadas com o meu coração que aceitou o fato de que já não existia solução.

A vida caminhava bem, mesmo que os pensamentos hora ou outra ainda vagassem em um passado não tão distante, do qual você fazia parte.

Naquela manhã em que decidi aproveitar o céu azul de domingo para passar o dia fazendo coisas que me faziam bem, entre uma mordida e outra do meu almoço, um pedaço foi engolido quase inteiro, com o que meus olhos confirmaram depois de passarem quase despercebidos por mais uma notificação no celular.

“Sonhei contigo”, dizia a mensagem enviada há dois minutos.

Precisei de 5 segundos até a oxigenação no cérebro voltar ao normal. Uma parte considerável dentro de mim gostou, algo havia sido marcado por aí mais do que você gostava de aparentar. O estômago deu uma leve revirada, a razão alertava: “Lá vamos nós outra vez”.

Eu sabia que em poucas horas toda a animação inicial resultaria em mais um papo frio, talvez receoso ou então desgastado. Mesmo assim, a conformidade de que não tinha mais qualquer sentido, levantou a bandeira da esperança.

A vida estava pregando mais uma peça, da qual eu já estava cansada de fazer o papel principal. Fiquei me perguntando qual era a dessa história que nunca conseguia se decidir sobre a pontuação. O ponto final sempre se tornava uma cansativa reticências, onde nenhuma das partes parecia conseguir dominar.

Eu havia aprendido, finalmente, que nem sempre duas almas sintonizadas acabam ficando juntas, mas alguma coisa ainda insistia em nos conectar.

Um enigma que provavelmente jamais desvendaríamos.

Nayara Rosolen

Receita: Salpicão

E bora pra mais uma receita delicia pra comer no seu fim de semana ou até mesmo pra fazer parte da sua cheia de natal? Hoje nossa gostosura é salpicão

receita-salpicc3a3o-de-bacalhau

A palavra salpicão vem de um enchio português, muito usado em misturas de carne, preparos de linguiças de porco e pode até ser fumado. No Brasil, o salpicão é considerado uma mistura de legumes, frutas e carne branca, sendo peru ou frango. A receita tem muitas variedades de acordo com as localidades do Brasil, mas em todas há a mistura agridoce das carnes brancas e das frutas.

A receita que eu escolhi para vocês é a que eu mais faço em casa e a mais saborosa na minha opinião, então deixe o comentário se vocês gostaram e se quiserem também compartilhem suas receitas.

INGREDIENTES:

  • 500g de peito de frango
  • 1 lata de milho verde
  • 2 cenouras
  • 1 cebola
  • 2 maçãs
  • 1 pacote de uvas passas
  • 200g de azeitona
  • 500g de maionese
  • 500g de batata palha
  • Sal e orégano a gosto
  • Cheiro verde a gosto

MODO DE PREPARO:

Cozinhe o peito de frango com um pouco de sal e desfie. Em um refratário que possa ir à geladeira, misture o milho, as cenouras raladas, cebola ralada, ou picada, bem pequena, as maçãs cortadas em cubos pequenos, as azeitonas, picadas e sem o caroço, e as uvas passas. Junte o frango desfiado e vá colocando aos poucos a maionese. Acerte o sal de acordo com seu gosto. Se preferir coloque orégano e cheiro verde. Leve à geladeira até que fique bem frio em, na hora de servir, salpique batata palha por cima.

DICAS:

  • se você tem costume de usar caldo de frango ou temperos para carnes (aquele do amor :D). Pode colocar junto com o frango durante o cozimento, mas, nesse caso, não coloque o sal;
  • espere o frango esfriar um pouco antes de misturar as outras coisas, pois, não queremos que elas cozinhem com o calor do frango;
  • para desfiar o frango mais facilmente, cozinhe ele cerca de 30 minutos, retire a água da panela de pressão, tampe novamente e mexa bem a panela. Isso faz com que o frango desfie sem que a gente precise ficar sofrendo;
  • a quantidade de maionese pode ser muito, então vá colocando aos poucos e, quando estiver do seu gosto, pare;
  • quanto mais geladinho, mais gostoso fica, então se quiser fazer de um dia para o outro fica perfeito;

Bom apetite, espero que tenham gostado e que façam em casa. Eu recomendo, é uma receita fácil, rápida e deliciosa.

 

 

Reallity culinário: Hell’s Kitchen

Mais uma sexta-feira chegou, e hoje uma dica incrível de programa para assistir e se deliciar ao mesmo tempo. Estou falando de Hell’s Kitchen

hells-kitchen-br-cozinha-sob-pressao

O programa teve origem no Reino Unido, e seu nome assusta muita gente (na tradução literal o nome vira Cozinha Infernal). Ao contrário da maioria dos realities de gastronomia, que tem como participantes os amadores, o Hell’s Kitchen é feito por profissionais da área.

No Brasil, o programa foi comprado pelo SBT e é transmitido aos sábados às 21h30. Em sua primeira temporada, os produtores decidiram não utilizar o nome verdadeiro para não assustar seus telespectadores, e traduziram como Cozinha Sob Pressão, que foi comandado pelo chef Carlos Bertloazzi durante três temporadas.

A dinâmica do Hell’s Kitchen é bem interessante, pois 16 cozinheiros profissionais são pressionados constantemente. Eles são divididos em dois grupos, sendo um feminino e um masculino – apesar de que o número de participantes mudou nessa última edição.

Sempre são feitas duas provas: na primeira cada chef faz seus pratos e eles são avaliados em duelos, onde o time vencedor ganha uma recompensa e o perdedor leva um castigo; a segunda prova é a de serviço, onde é aberto o restaurante do programa e os cozinheiros servem convidados, porém sempre sendo pressionados.

cozinha-sob-pressao-carlos-bertolazzi

O foco do programa é realmente colocar pressão sobre os cozinheiros. O chef grita, xinga, e por muitas vezes até humilha os participantes (eu não acho que seja tão forte assim, mas é o que dizem muitas pessoas).

Clicando aqui você consegue ver um vídeo onde o Bertolazzi critica um participante por cometer muitos erros em sequência.

Na quarta temporada do programa Bertolazzi foi substituído pela chefe Danielle Dahoui

danielle-dahoui.jpg

A mudança foi ordem do SBT, considerando que programas apresentados por mulheres tem dado mais audiência. Bertolazzi continua na emissora, no entanto, mas faz parte do júri de outros programas, como o BBQ Brasil – Churrasco na Brasa, que teve grande sucesso em sua primeira temporada.

A troca de apresentadores tem dividido muito o público: alguns apoiaram e acharam que a chef Dahoui, trouxe um ar de sofisticação, outros já dizem que ela é muito delicada e que não deixa o programa com aquele clima de Hell’s Kitchen que todos esperam.

Uma ótima forma de saber se você gosta ou não dessa mudança é assistindo. Eu particularmente amo o programa e adoro os pratos deliciosos que eles fazem. Essa é nossa dica de hoje, um programinha pra assistir e colocá-lo na sua grade atrações para o fim de semana.