#NayIndica Não se enrola, não – Isabela Freitas

Bom dia, lindjos!!!

Comecei o ano lendo um dos livros que tinham ficado enroscados na estante ano passado. Eu estava bem ansiosa para ler o terceiro livro da série Não se apega, não da Isabela Freitas. e quando finalmente consegui compra-lo estava naquela loucuras de final de semestre na faculdade. Não consegui ler. Cheguei ao segundo capítulo em dezembro, mas fiquei enrolada e acabei deixando de lado de novo. Semana passada decidi pegar e ler pra valer. Terminei em menos de dois dias.

Sobre a autora: Isabela Freitas, 25 anos, é autora dos best-sellers Não se apega, não, publicado em 2014, e Não se iluda, não, de 2015, que juntos venderam 1 milhão de exemplares. Sucesso nas redes sociais com seu blog isabelafreitas.com.br, a mineira de Juiz de Fora largou o curso de direito para se dedicar a literatura. Reside atualmente em São Paulo.

O jeito com que a Isabela escreve é simples, leve e muito fácil de se identificar. Ela vai nos levando de um fato ao outro sem nem perceber. Quando vi já estava lendo os agradecimentos e implorando para que tivesse mais história Hahahaha Isso porque ela consegue criar personagens muito humanos, com as mesmas neuras, os mesmo problemas e a mesma dificuldade para encara-los que a gente tem na vida real. Isabela e Pedro são meu shipp preferido dos livros.

Mas bem, falando desse especificamente, ela começa com uma lista, como nos dois anteriores. Nesse caso são as 20 regras para não se enrolar, que tem tudo a ver com tudo o que rodeia a historia.


Agora a Isabela mora em São Paulo, conseguiu uma vaga de colunista na revista Zureta e está escrevendo seu primeiro livro. Mesmo que tudo pareça perfeito, o maior problema da garota está bem  próximo, do outro lado do corredor do seu apartamento. Pedro Miller, seu melhor amigo (colorido agora), é também seu vizinho e continua mexendo com seus sentimentos mais do que nunca.

Pedro sai espalhando sua música pela cidade e surgem boas oportunidades para começar a construir uma carreira, com fãs e uma equipe só sua. Mas esse crescimento acaba trazendo alguns empecilhos, principalmente sobre a relação com sua melhor amiga e os dois precisarão enfrentar essas barreiras.

Confesso que são poucos os livros que me deixam angustiada ou me fazem não gostar de algum personagem a ponto de questionar, mas isso é uma das coisas que eu mais gosto nos livros da autora. Ela não faz parecer que é tudo um conto de fadas em que as coisas acontecem de forma perfeita e calculada.

Entre os capítulos tem algumas partes do livro que a personagem escreve e são basicamente reflexões sobre o que ela vive durante a história. A cada entrada de capítulo tem uma uma conversa como se fosse de WhatsApp que já nos diz sobre o que irá tratar sabe? Amei Hahaha

Como a própria autora disse em um vídeo do seu canal no Youtube, sua pretensão era ser uma trilogia, mas ela sentiu que Pedro e Isabela ainda tem mais coisas a nos contar, por isso podemos esperar pelo menos mais um livro. Espero que venha com tanto suspiro e angústia quanto esse veio Hahaha

Minha consideração final é de que o livro é tao incrível quanto os dois primeiros. Super vale a pena ler (todos eles, se você ainda não leu nenhum). Mal posso esperar pelo quarto livro.

1

Vou deixar vocês com uma definição super legal que a gente encontra no final do livro.

Enrolar-se: pensar de um jeito e fazer exatamente o contrário. Não sei por que a gente se enrola tanto. Diz o que não quer, não diz o que deveria e, quando se da conta, está ocasionalmente enfiando a língua na boca de alguém, sem saber ao certo que relacionamento é esse.

Convenhamos, meu cupido só pode ser surdo. Tudo o que eu pedi foi um amor fofo. Um amor coloridinho. Mas ninguém me disse que EU é que teria que colorir, né?

Sinceramente, esperava bem mais desse tal de amor.

Agora me contem, já leram algum da série? Qual o preferido de vocês?

Beeeijos,

Sigam-me os bons: Snapchat: nayrosolen ↠ Página do blog  ↠ Instagram

 

 

 

#NayIndica: 3%- A primeira série Netflix 100% brasileira

Bom dia, lindjos!!!

Começando o sábado logo de bom humor, porque chegamos à época mais esperada do ano: as férias! 🙂 Ontem tive minha última prova e fiquei como? Aliviada. Ô semaninha, viuuu?! Foi fácil não, mas isso significa o que? Isso mesmo. Tempo livre para poder ler meus livros encostados, atualizar minhas séries e criar muuuito conteúdo aqui para o blog. Quero conseguir recompensar todos esses últimos dias parados.

Então, nada melhor do que começar com um #NayIndica né? Faz tempo que não faço um post desse aqui e ontem mesmo, logo que cheguei em casa, já fui logo procurando algo para assistir e relaxar a mente.

Desde que estreou “3%“, a primeira série 100% brasileira da Netflix, fiquei bem curiosa para saber do que se tratava. Confesso que de cara eu fiquei receosa, pois mesmo já tendo falado o quanto é importante abrirmos nossas mentes para produções nacionais, nós ainda temos certo preconceito né? Principalmente falando de série, que é algo que estamos acostumados a consumir dos gringos. Mas posso dizer que logo nos primeiros minutos, a série quebrou toda essa minha primeira impressão.

Sobre o que se trata

série 3% original netflix brasileira

A série é basicamente dividida em dois mundos: Um onde as pessoas vivem passando por dificuldades e um outro “novo mundo” onde tudo é mais avançado e as pessoas podem ter oportunidades de uma vida digna. Só há um problema: são pouquíssimos os que conseguem entrar nele. Ao completarem 20 anos, os jovens entram para o que chamam de “Processo”. Lá eles têm que passar por várias fases, enfrentando as mais diversas dificuldades, inclusive os medos que têm dentro de si mesmos. A cada nova fase, participantes são eliminados. Apenas 3% deles poderão entrar para “o lado de lá”, como eles chamam. A cada novo episódio eles focam em um dos personagens principais e mostram como foi parar no desafios. A primeira temporada conta com 8 episódios que tem duração em média de 40 a 50 minutos cada uma.

Por que eu indico?

Primeiro: é algo totalmente diferente de tudo o que eu já tinha visto no âmbito nacional. Sério, tanto em questão de fotografia (as cenas), quanto a qualidade de atuação, todo o ambiente em que é passado. Tudo me fez parecer que estava assistindo alguma série gringa. Provavelmente ela deve ter sido inspirada em várias produções de fora, me fez lembrar bastante de “Jogos Vorazes” em alguns momentos, mesmo sendo histórias bem diferentes.

Segundo: a história em si e todo o enredo faz com que a gente fique vidrado na tela. Eu que sempre fui mais de comédia e há tempos não conseguia parar e me concentrar para assistir algo, já fui logo vendo 5 episódios seguidos. A forma com que os personagens vão se transformando e fatos que são revelados sobre eles é bastante surpreendente Hahaha

Terceiro: pra quem adora um crush platônico nas séries. Não falarei, apenas mostrarei:

Quarto: nos próprios comentários dentro do App os comentários são basicamente “abram a mente para produções brasileiras, o nível está incrível”. Se o povo está dizendo quem somos nós para discordar?

E ainda de bônus recebemos a notícia essa semana de que agora podemos baixar as séries da Netflix nos sistemas iOS para assistir mesmo quando estivermos offline. Queremos mais o que? Hahahahaa

Só para terminar, deixarei o Trailer para que vocês fiquem com um “gostinho de quero mais”:

Alguém aqui já assistiu ou querem assistir? Me contem nos comentários, vamos comentarrr (sem dar spoiler para os amiguinhos que ainda não assistiram).

Beeeijos,

Sigam-me os bons: Snapchat: nayrosolen ↠ Fanpage ↠ Instagram

#NayIndica Animações que você vai querer assistir em 2016!

large (14)

Só uma dica: Chama “ozamigo”, reservem seus lugares e não esqueçam das datas a seguir! A diversão é por conta de personagens incríveis!

Se você também AMA filmes animados, não vai querer perder essas fofuras que irão estrear ainda esse ano! Desde aqueles mais aguardados já há algum tempo, até aquelas novidades que trazem as vozes de famosas personalidades. Vem saber quais são as divertidas histórias que estão saindo do forno…Leia mais »

#NayIndica: 5 PERFIS QUE ESPALHAM O BEM PELO INSTAGRAM

Nós sabemos que o que não falta é gente para espalhar o mal pela internet, como dizem “notícia ruim  chega voando” e pessoas criticando tem de monte! Com a correria do dia-a-dia, nós não paramos mais para observar e admirar os pequenos detalhes, que são o diferencial em toda essa loucura.

A nossa sorte é que ainda existem pessoas muito boas para nos lembrar do melhor em tudo que existe e compartilham esses sentimentos pelas redes sociais, colorindo e alegrando um pouco dessa vida que já é cheia de coisinhas chatas por si só.

E eu que vivo atrás de frases, desenhos, textos e fotos que me inspirem, vou compartilhar aqui com vocês alguns dos que eu sigo: Leia mais »

#NAYINDICA: IVO MOZART!

Todo mundo conhece a música pela qual Ivo começou a ser reconhecido Nacional e Internacionalmente… “Vagalumes”, parceria com a banda Pollo, virou um sucesso ainda maior depois de se tornar tema de novela da Globo!

O que muita gente pode ainda não saber, assim como eu não sabia até um tempo atrás, é de que Mozart é um artista completo, com o bônus de ser uma pessoa do bem e gostar de propagar os maiores valores que possam existir.Leia mais »

#NayIndica YOUTUBERS QUE BOMBAM!

youtube_logo_670

Que o Youtube está dominando a Internet não há a menor dúvida. Cada vez mais as pessoas se arriscam nessa vida de Youtuber, que mesmo sendo um termo mais recente e que muita gente não acredite, é um trabalho sim – talvez apenas um pouco mais divertido, mas é – e muita gente já sobrevive apenas dele. Mas não são todos que “vingam” e acabam não conseguindo subir seu canal (tem que ter talento e tem que conseguir cativar um “público fiel” de alguma forma). Seja com games, comédia, gastronomia, conteúdo informativo, fitness… São várias as opções pra quem quer realmente encarar esse mercado gigante e que tem cada vez mais procura. O melhor de tudo: Leia mais »